carqueja

CARQUEJA PARA QUE SERVE E SEUS BENEFÍCIOS

CARQUEJA PARA QUE SERVE E SEUS BENEFÍCIOS:

BENEFÍCIOS DA CARQUEJA:

  • Controla a pressão arterial
  • Diminui os níveis de açúcar no sangue
  • Fortalece o sistema imunológico
  • Tem ação anti-inflamatória
  • Tem ação diurética
  • Melhora o funcionamento do fígado
  • Diminui o colesterol ruim
  • Ajuda no tratamento da gastrite
  • Ajuda a emagrecer

Nome científico: Baccharis trimera (Less) DC.

Sinonímia científica: Baccharis genistelloides Pers. var. crispa; Cacalia decurrens Vell var. crispa; Baccharis crispa Spreng.; Molina crispa Less.

Nome popular: Carqueja, carqueja-do-mato, bacárida, bacórida, cacália, condamina, quinade condamine, tiririca-de-babado (BA), carqueja-amargosa, carqueja-amarga, bacanta, carque, cacália-amarga, cacáia-amarga, vassoura (RS), vassourinha.

Parte Utilizada: Caule e folha.

Composição Química: Dimetoxiflavonas; Flavonóides: apigenina, metil-luteolina, quercetina, nepetina, genkwanina e hispidulina; Óleo Essencial: acetato de carquejilla, acetato de carquejol, pineno, cariofileno, cis-cariofileno, cubebeno, elemeno; Ácido Hautriwaico.

Herbácea perene, de caule ereto, rijo e muito ramificado, chegando a 1,2 metros de altura. As folhas quase não se fazem notar, caule com 3 formações foliáceas, rígidas e planas, de coloração verde-clara, interrompidas em alguns talos. A inflorescência é um capitulo de flores femininas em alguns pés e masculinas em outros, aparecendo nas axilas da interrupção dos caules. O fruto é um aquênio com papilho.

Indicações e Ação Farmacológica da carqueja:

A Carqueja é empregada principalmente como digestiva, hepatoprotetora, diurética e
externamente em feridas e ulcerações.

Dentre as atividades biológicas demonstradas por diferentes extratos de Carqueja, pode-se mencionar ao nível digestivo a atividade anti-ulcerosa da infusão da planta inteira, em modelos que promovem a indução de úlceras por indometacina, cujo mecanismo de ação se basearia em uma menor mobilização do cálcio ao nível intracelular. Os flavonoides proporcionam as ações hepatoprotetora e colagoga.

Ao nível infectológico a Carqueja tem demonstrado interessantes resultados em diferentes ensaios, como a atividade inibidora das lactonas sesquiterpênicas frente ao Schistosoma mansonii, que causa a Esquistossomose e sobre o Trypanosoma cruzi, que causa a Doença de Chagas.

Observou-se também atividade antibacteriana frente ao Bacillus subtilis, Micrococcus luteus e
Staphylococcus aureus por parte do flavonóide genkwanina (extrato etanólico 5 mg/mL), atividade esta que resultou maior que fornecida pela apigenina.

Ao nível oncológico fora realizados alguns estudos preliminares com algumas variedades de
Baccharis tanto na América do Sul quanto na Europa em prova de citotoxicidade, observaram-se interações com o DNA de células tumorais e alguns resultados favoráveis em leucemia, o qual permite começar uma linha de pesquisa promissora neste campo.

Os flavonoides exercem atividade diurética o qual pode gerar hipotensão arterial, como caracterizado nos modelos experimentais in vivo sobre ratos.

Relatest posts

Deixe seus comentários

Top